Home
Quem Somos Contato O Anel
-

terça-feira, abril 08, 2008

O MESÃO




“ alles zusammen bitte!” ( ponha tudo numa conta, por favor!)


Da mesma maneira que os furacões, maremotos, tempestades, se formam do nada, assim também se formam os mesões: inesperados, furtivos, independentes, causando indiscriminadamente enormes prejuizos e constrangimentos. Seu poder de mutação e dissimulação é enorme, e agindo sob o manto do prazer e da diversão, se apresenta de maneira implacável e predadora .

O aficcionado deve estar se perguntando, o que viria a ser um mesão? Bem, no dicionário poderiamos ter um verbete assim:

- fenômeno econômico de natureza bossa nova que ocorre principalmente em bares e restaurantes do mundo inteiro e que aproxima, de maneira singular, o capitalismo devastador do socialismo radicalizado, gerando o carnaval -socialismo.

Exemplificando :
Suponhamos que você vá jantar fora sozinho, acompanhado ou com um pequeno grupo e encontra outro grupo de pessoas (basta que se conheça apenas uma delas); que imediatamente se sentam à mesa sendo convidadas ou não. Pronto: está caracterizado o mesão em sua forma embrionária clássica .

Podemos dizer, a respeito do processo de instalação, que é por intermédio do garçon que o mesão é ativado; quase sempre no momento em que a conta é apresentada.
Importante notar que, instalado, o mesão é incontrolável, absoluto e mutante. (... certa vez fui a uma churrascaria com minha familia, e ao voltar do toilette não só tinha perdido meus pais como já estava sentado ao lado de uma atriz famosa, o mesão simplesmente se apossou de minha mesa sem que nada pudesse fazer!!!

Mesmo que você tenha pedido sua conta separada, ela não virá, porque os garçons inconscientemente ignoram seu desejo, trazendo sempre a conta total. Um fato histórico ratifica essa estranha conduta.
“wir zahlen getrennt!” (contas separadas, por favor!), a célebre frase, dita por um simples freguês MACHONICO numa cervejaria em Munique, desencadeou em 1923 na Alemanha a revolta dos garçons, o malogrado “putsch de Munique” - “ die deutsche katastrophe” - günter brenner

Nunca ache ,que pelo fato de você ter bebido somente dois chopps e seu colega do lado uma garrafa de champanhe francês, irá pagar menos por isso. Sempre se paga mais do que o esperado, e consequentemente o sentido de justiça perde referencial .

"...creio que a economia de mesão seja a celula-mater do neo-carnaval-socialismo, mesmo tendo observado alguns poucos casos de pânico durante a apresentação da conta” -


Suponhamos, a título de exemplo, que a conta tenha sido apresentada: o que se segue, após um breve silêncio, são tentativas infrutíferas de se administrar o caos econômico visando saldar a dívida com o estabelecimento, já a essa altura representado pelo duo maître-garçon . Como consequência, o prazer e a diversão dão lugar a um estado de depressão coletiva (já foram observados casos de fuga desesperada, euforia, estados amnésicos e catatonia)
“os leigos costumam agir, quando se vêem acuados pelo fenômeno, de maneira precipitada, o que facilita ainda mais o seu desenvolvimento ” .
- edgard blanchour - ( dementia paranoides - vol. 1)

Aproveitando-se ou não, do estado caótico que acabamos de analisar, estudaremos a seguir dois elementos importantíssimos, que irão conduzir o fenômeno`a sua fase final:
o pagão (aquele que paga) - geralmente de posses e que irá arcar com todas as despesas para alívio geral, e que causará tristeza aos participantes que economizaram no processo.
e o manager - que só surge no processo quando a figura do pagão é inexistente, e se propõe imediatamente a resolver (com a anuência de todos) o imbroglio econômico.
“ o procedimento do manager é matematicamente simples e lucrativo (para ele); do ponto de vista econômico, todos terão prejuízo até mesmo o binômio garçon-maître”

Procedimentos básicos do manager:
Após dividir o total da conta por todos os participantes, a essa altura aliviados por sua iniciativa, ele irá pagá -la sempre com o próprio cheque ou cartão de crédito. Como resultado, todo dinheiro cash na mesa irá parar nas suas mãos. "Lembrem-se de que é muito dificil o dinheiro arrecadado ser menor do que a conta em questão (maior 30 a 40%, pela estimativa de lucro na amostragem de managers pesquisados)"

Acobertado por momento psicológico instável onde todos querem se livrar de encargos financeiros e ir embora, ele, manager, sairá livre e impune.

Só há registro de um único caso em que um manager foi condenado por um tribunal; foi no estado da California, EUA - caso Swarthmore x Clark em 1953. Fonte (Lei e Ordem)

Históricamente, o hábito de se constituir mesões remonta ao início da era cristã, sendo a Santa Ceia o exemplo mais digno. É bem provável que o apóstolo Judas tenha sido o primeiro manager de nossa era, e recentes estudos dos pergaminhos do Mar Morto revelaram a surpreendente versão: ao que parece, durante a Santa Ceia Judas foi surpreendido por Jesus manipulando 30 dinheiros da conta em benefício próprio, fato que motivou a delação de Jesus como subversivo às autoridades romanas. Judas o delatou antes que fosse delatado .

Nenhum comentário: